terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Presépio no Largo do Machado - Rio de Janeiro - RJ

O jornal de hoje informa que uma imagem do Menino Jesus foi furtada de um presépio em Madureira, subúrbio do Rio. Outro dia, ao fazer as fotos que ilustram esta matéria, ouvi alguém comentar em voz alta:

- Quero só ver quanto tempo este presépio vai durar!

Certamente antevendo a ação de vândalos ou de ladrões de imagens. Uma pena termos chegado a este ponto, pois a tradição dos presépios é antiga e tem encantado gerações de crianças ao longo de sua existência (se você tem curiosidade de saber um pouco mais sobre a origem deste símbolo do Natal, veja o post sobre o Dia de N. Sra. da Conceiçao).
A verdade é que nos dias de hoje palavras como tradição e respeito aos costumes andam meio fora de moda. Foram substituídas pela irreverência e pelo culto ao novo, ou à novidade.


Presépio no Largo do Machado atrai os passantes. 

Apesar dos tempos modernos, a tradição do presépio resiste.

Olhando bem, tem alguma coisa errada nesta foto.

De qualquer forma, a verdade é que ninguém fica indiferente a um belo presépio, seja na rua ou na casa de alguém. Para os mais velhos, lembranças da infância relacionadas ao Natal trazem de volta sentimentos há muito esquecidos. Para os mais novos, talvez um misto de curiosidade por algo tão anacrônico.

Espero apenas que os presépios continuem sendo erguidos, mesmo que os vândalos e os ladrões de imagens estejam a solta. As crianças de hoje precisam de boas lembranças no futuro e, quem sabe, um bom ladrão talvez esteja apenas querendo completar seu presépio inacabado.