sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Santuário de Nhá Chica - Baependi - MG


Estátua de Nhá Chica, na entrada do Santuário.
Francisca de Paula de Jesus, carinhosamente conhecida como Nhá Chica, é uma filha de escravos mineira, que viveu no século XIX e se tornou a primeira leiga negra brasileira a ser beatificada pela Igreja Católica.

Nascida em São João Del Rei, no distrito de Santo Antônio do Rio das Mortes Pequeno, em 1810, Nhá Chica herdou da mãe a devoção à Nossa Senhora da Conceição na forma de uma pequena estatueta. Aos 10 anos de idade, mudou-se com a mãe e um irmão para Baependi, onde levou uma vida simples, dedicada a confortar e amparar os menos favorecidos. 
 
Casa onde viveu Nhá Chica.
Desde muito jovem sua fama de intercessora junto à Virgem e sua disposição em receber a todos que a procuravam lhe fizeram conhecida como santa. Pessoas de todos os lugares, mesmo distantes, passaram a procurá-la para falar-lhe de seus problemas e pedir-lhe orações.

Nhá Chica faleceu na cidade em que viveu, Baependi, no dia 14 de Junho de 1895.

O Santuário

Vista frontal do Santuário
Entre outras realizações, construiu, ao lado de sua casa, uma pequena igreja, onde venerava a Imagem de Nossa Senhora da Conceição que era de sua mãe e, diante da qual, rezava para todos aqueles que a ela se recomendavam. Em 1954, a Igreja de Nhá Chica foi confiada à Congregação das Irmãs Franciscanas do Senhor. Ao longo dos anos a Igrejinha de Nhá Chica foi sendo reformada e tornou-se o Santuário Nossa Senhora da Conceição, que acolhe Peregrinos de todo o Brasil e de diversas partes do mundo. Muitos voltam para agradecer e registram suas graças recebidas. Atualmente, no "Registro de graças do Santuário", podem-se ler aproximadamente 20.000 graças alcançadas por intermédio de Nhá Chica. 


Túmulo de Nhá Chica, no interior do Santuário.
Quando morreu, Nhá Chica foi enterrada no interior da capela que erguera ao lado de sua casa, posteriormente demolida para construção de um templo maior. Com as sucessivas reformas e ampliaçãoes, bem como devido ao declive do terreno, a localização original do túmulo encontra-se a vários metros abaixo do piso atual do Santuário.


Urna com os restos mortais da Beata.

A beatificação

Após um longo processo canônico, a beatificação de Nhá Chica aconteceu no dia 4 de maio de 2013, em Baependi, durante uma cerimônia presidida pelo prefeito da Congregação para a Causa dos Santos, o cardeal Angelo Amato, representante da Santa Sé. No dia seguinte, em sua fala dominical, o Papa Francisco se referiu a ela com as seguintes palavras "a sua vida simples foi toda dedicada a Deus e à caridade, tanto que era chamada a Mãe dos Pobres. Uno-me à alegria da Igreja no Brasil por esta luminosa discípula do Senhor”.

O milagre

A cura aceita pela Comissão de Médicos do Vaticano, que deu início ao processo de beatificação de Nhá Chica, refere-se a uma professora aposentada de Caxambu (MG), que pediu a intercessão da leiga e teve resolvido – sem necessitar de cirurgia - um problema congênito muito grave no coração. O fato se deu em 1995 e, desde então, a aposentada faz exames regulares comprovando que o problema jamais voltou.


ABNC - Associação Beneficente Nhá Chica

Endereço: Rua da Conceição, 165, Centro - Baependi / MG
Telefone: (35) 3343-1077
Website: http://www.nhachica.org.br


Fontes:

Nhá Chica : história. Associação Beneficente Nhá Chica. Disponível em http://www.nhachica.org.br/sobre-a-nha-chica-historia.php. Acessado em 24 jan. 2014.
Nhá Chica. Wikipédia. Disponível em http://pt.wikipedia.org/wiki/Nh%C3%A1_Chica. Acessado em 24 jan. 2014.
Papa Francisco sobre Nhá Chica: "Uno-me à alegria da Igreja no Brasil por esta luminosa discípula do Senhor” . CNBB. Disponível em http://www.cnbb.org.br/imprensa/internacional/11919-papa-francisco-sobre-nha-chica-quno-me-a-alegria-da-igreja-no-brasil-por-esta-luminosa-discipula-do-senhor. Acessado em 24 jan. 2014.