quinta-feira, 20 de março de 2014

Cachoeira da Índia - Conservatória - RJ

Quem conhece Conservatória deve conhecer também a Cachoeira da Índia, localizada no Balneário Municipal João Raposo. O local é de fácil acesso e a curta distância da cidade, por isso não hesitamos em gastar sola numa caminhada para vermos de perto a famosa índia que dá nome à cachoeira.


A índia que dá nome à queda d'água.

A cachoeira é na verdade uma pequena queda d'água e o balneário encontra-se um tanto abandonado, sendo que não é aconselhável tomar banho naquelas águas ...

Apesar do aspecto descuidado do entorno, a figura de bronze representando uma estranha mulher sentada sobre uma pedra chama a atenção tanto por sua beleza quanto por sua posição enigmática.


Araris, obra de Vilma Noel.

Trata-se da obra Araris, da artista plástica mineira Vilma Noel, e o nome deve ser uma referência à tribo indígena que habitava as margens do Jequitinhonha, no Estado de Minas Gerais. Vilma é internacionalmente conhecida e premiada por suas obras de grande porte, espalhadas por diversos países.

Conversando com moradores locais, pudemos constatar que a origem e o significado da estátua não são muito conhecidos. Para alguns, a figura representava uma entidade ligada à água e para outros  era uma referência exotérica a presença de extra-terrestres na região (Conservatória é conhecida por ser um ponto de avistamento de OVNI's).

Indiferentes a estas questões históricas, os turistas aproveitavam para tirar fotos fazendo pose com a bela Araris. Enquanto isto, ela permanecia imóvel, com suas mãos levantadas em forma de prece, talvez pedindo para que alguém desse um jeito de melhorar o local.