segunda-feira, 12 de maio de 2014

Vai ter copa, e dai? - Rio de Janeiro - RJ

Quem acompanha as postagens do GSMA sabe que sempre pautamos nossas matérias com base numa agenda positiva, mostrando o que há de bom e de melhor nos locais visitados. Faltando exatos 30 dias para o início da Copa do Mundo gostaríamos de estar trazendo dicas, promovendo atrações e indicando lugares que valessem a pena ser visitados.


Realização da Copa no Brasil frustrou expectativas.

Entretanto, ultimamente temos verificado uma série de problemas que nos levam a questionar se é aconselhável continuar promovendo estes locais sem alertar sobre o quê está acontecendo aqui no Rio de Janeiro.

Desde que a escolha do Brasil como sede de dois eventos mundiais (Copa e Olimpíadas) foi anunciada, verificou-se uma disparada nos preços sem precedentes. Não por acaso foi criada uma página no Facebook com o sugestivo nome de Rio Surreal, que já conta com mais de 45 mil seguidores, destinada única e exclusivamente a denunciar os abusos cometidos por comerciantes cariocas. Um almoço para duas pessoas num restaurante simples não sai por menos de R$ 100,00 e mesmo os famosos "Pés-Sujos" (como são chamados os botecos por aqui) entraram na onda. E é bom lembrar que a elevação dos preços não foi acompanhada nem pelo aprimoramento dos pratos nem pela qualidade no atendimento.

Quanto a segurança urbana, basta uma rápida lida nos jornais para verificar que a situação está longe de ser tranquila. Assaltos a pedestres são rotina, principalmente em relação aos turistas. Até mesmo a polícia tem enfrentado sérias dificuldades com o recrudescimento da violência em áreas pacificadas.

Outro ponto que merece destaque é a (i)mobilidade urbana. A Prefeitura decidiu por remover o Elevado da Perimetral, uma importante via de escoamento que cortava o centro da cidade, sem que uma alternativa viável estivesse concluída. Como resultado o trânsito, que já não era dos melhores, encontra-se num estado caótico, sendo que a solução proposta várias vezes pelos órgãos públicos consiste em apelar aos cidadãos para que não venham ao centro!

E por falar em mobilidade, ao montar um roteiro que previa o uso de transporte coletivo verifiquei que as rotas de ônibus que constam no Google não foram alteradas para se adequar as alterações realizadas pela Prefeitura. Como resultado disto, o site informa, por exemplo, que determinadas linhas continuam passando pelo Aeroporto Santos Dumont, quando na verdade foram desviadas para percursos completamente diferentes e distantes de lá. Coloque-se no lugar de um visitante que não conhece a cidade e decide planejar seu deslocamento utilizando a ferramenta do Google. Sabe-se lá aonde irá parar...

Para completar, algumas categorias profissionais encarregadas de setores vitais estão aproveitando o momento para promover paralisações em busca de melhorias salarias. Aconteceu no Carnaval, quando os garis deixaram que o lixo se acumulasse por toda parte, forçando a Prefeitura a ceder para evitar o pior. Na semana passada foram os rodoviários que fizeram uma paralisação de 24 horas, deixando milhares de pessoas sem transporte para demonstrar seu poder de mobilização.

O recado está dado. Se quiser vir, venha sabendo o quê o espera.

O GSMA vai continuar publicando sugestões e dicas para que aqueles que venham nos visitar possam conhecer o lado bom do Rio e do Brasil. Boa viagem e boa sorte!

Em tempo: acabo de saber que os rodoviários marcaram nova paralisação, agora de 48 horas ...