sábado, 28 de junho de 2014

Igreja de São Francisco da Prainha reabre para visitação - Rio de Janeiro - RJ

Fachada da Igreja.

Após quase uma década fechada - e estar muito próxima de virar uma ruína - a Igreja de São Francisco da Prainha reabre parcialmente renovada, com exposição que resgata sua história e visitas guiadas pelos operários que trabalham na obra.

Um pouco de história

Localizada na Região do Porto, é considerada uma das mais antigas igrejas do Rio de Janeiro. Segundo os registros, foi erguida em 1696 e doada à Ordem Terceira de São Francisco da Penitência em 1704. Nestes 318 anos de existência, testemunhou acontecimentos históricos e as grandes transformações urbanísticas da região.

Em 1710, durante os combates para expulsar os invasores franceses comandados por Jean-François Duclerc, foi incendiada por ordem do governador como forma de forçar a rendição do inimigo. A estratégia foi exitosa, mas a capela ficou completamente destruída. Um novo templo teve que ser erguido para atender a grande demanda de fiéis e a nova Igreja da Prainha ficou pronta em 1740.

Restauro segue até final deste ano

De lá para cá o prédio sofreu diversas intervenções que foram alterando suas características originais. Estima-se que a fachada atual date de 1750, por exemplo, e em 1910 ocorreu a última grande reforma, responsável pela configuração da capela até o início do processo de restauração.

Visão geral do interior da igreja.

A primeira providência foi estabilizar as paredes e estender uma proteção sobre o prédio como forma de estancar o processo de deterioração que ameaçava fazer ruir o conjunto. Como boa parte do telhado havia cedido, esta cobertura foi essencial para evitar que a água da chuva continuasse a provocar danos tanto estruturais quanto ao mobiliário e demais elementos que ainda se encontravam em seu interior.

Técnica realiza prospecção pictórica num dos altares laterais.

Vencida esta etapa, os trabalhos seguem com a renovação de instalações elétricas e hidráulicas (essenciais para a segurança do patrimônio), pesquisas para determinar qual a aparência final que será dada à Igreja, entre outros.

A determinação da aparência final é uma questão delicada do ponto de vista histórico, uma vez que as sucessivas transformações arquitetônicas deixaram diversos vestígios que precisam ser levados em consideração. Afinal, qual é a verdadeira "cara" do prédio? Tanto pode ser o aspecto que tinha em 1750, ano de construção da fachada atual, quanto o de 1910, data da última reforma.

Janela com conversadeiras.

Este assunto promete render muita discussão ainda, mas enquanto isto o trabalho não para e as novidades vão surgindo. Ao removerem os móveis que estavam na sacristia os restauradores revelaram um detalhe há muito esquecido: as conversadeiras, estruturas integradas às paredes que serviam como bancos junto as janelas, ideais para uma conversa iluminada pela luz natural e refrescada pela brisa que vinha do mar.

Além da matéria bruta encontrada no local, registros oficiais e até lendas servem para orientar as pesquisas. Contam os antigos, que um túnel ligava a Igreja ao Forte localizado no Morro da Conceição e que inclusive esta teria sido a rota de fuga usada pelo governador para se evadir do cerco francês. Segundo Waldinson, nosso guia na visita, esta versão ainda não pode ser confirmada, mas não é de todo impossível, uma vez que já naquela época galerias de escoamento pluvial podiam realmente ser usados como túneis em situações de emergência.

Visitas guiadas

A empresa responsável pelas obras de restauração decidiu abrir o canteiro de obras ao público como forma de divulgar o andamento dos trabalhos. O guiamento está sendo feito pelos operários que trabalham no local e os visitantes poderão desfrutar da exposição Canteiro Aberto, com informações relativas à Igreja e a região na qual está inserida.

A visitação ocorre sempre aos sábados e domingos, das 10h às 16h, e vai até o último fim de semana de julho. A entrada é franca.

A Igreja de São Francisco da Prainha fica no Adro de São Francisco s/n, no bairro da Saúde.

Veja mais fotos das obras de restauração desta Igreja em Abaretiba, nossa página no Facebook, clicando aqui.

Fonte

BIAPÓ. Igreja de São Francisco da Prainha. Disponível em http://biapo.com.br/site/portfolio/igreja-de-sao-francisco-da-prainha/. Acessado em 28 jun. 2014.