terça-feira, 13 de setembro de 2016

Gastando sola no Cosme Velho - Rio de Janeiro - RJ

Domingo foi dia de gastar sola seguindo os passos do Tour Bruxo, Pintor e Boticário, organizado por Mila Turismo e que reuniu um grupo bem animado e disposto a conhecer os segredos deste recanto tão pitoresco do Rio de Janeiro.

Um pouco de história


Cosme Velho é um antigo bairro da Zona Sul da cidade do Rio de Janeiro, acessível pela continuação da Rua das Laranjeiras e situado aos pés do Corcovado, morro no qual mora uma das sete maravilhas do mundo moderno: o Cristo Redentor.

É um bairro onde as marcas do passado continuam presentes, embora, em alguns casos, em evidente estado de abandono. Foi endereço de artistas, escritores e compositores do naipe de Machado de Assis, Manuel Bandeira, Euclides da Cunha, Austregésilo de Athayde, Cecília Meireles, Cândido Portinari, entre outros. Também é um ponto turístico muito concorrido, pois nele se localiza a estação do Trem do Corcovado, cuja linha férrea foi inaugurada por D. Pedro II, que leva milhares de visitantes todos os anos para conhecer o Cristo Redentor.

A denominação é uma homenagem a Cosme Velho Pereira, comerciante português da antiga rua Direita, atual rua Primeiro de Março. que mantinha uma chácara na parte alta do vale do rio Carioca em meados do século XVI. Após sua morte, a chácara foi loteada e ali passaram a viver alguns nobres da corte. Com o passar do tempo e o crescimento urbano, o local perdeu suas características rurais e converteu-se numa área eminentemente residencial.

O Tour

Segundo a guia Ludmila, o passeio foi organizado com base em três personagens ilustres que habitaram a região em momentos diferentes, daí o nome Bruxo, Pintor e Boticário - os quais foram sendo revelados durante a caminhada.

O ponto de partida foi o Edifício Caetés, referência como conjunto habitacional planejado, cujo objetivo original era servir aos funcionários da Companhia Sul América.

O Bruxo

Depois, seguindo pela Rua das Laranjeiras, uma parada estratégica na Casa do Minho, onde fomos recepcionados pelo Sr. Paulo Martins, que fez questão de contar histórias e curiosidades sobre a divulgação da cultura minhota feita pelo clube no Rio de Janeiro.

Detalhe da decoração da escadaria da Casa do Minho

Seguindo em frente, mais adiante ficamos sabendo que o Bruxo era ninguém mais que Machado de Assis, ilustre morador do Cosme Velho. Entretanto, sua antiga casa não resistiu ao avanço imobiliário e hoje a única referência que se tem sobre sua localização é uma placa na parede de um edifício ...

A alcunha de Bruxo do Cosme Velho tem origem numa bela homenagem prestada por Carlos Drummond de Andrade no poema A um bruxo, com amor, no qual faz explícita referência à obra de Machado sem no entanto lhe citar o nome.

O Pintor

Por estas bandas passaram vários pintores, pois em certo período o bairro se converteu num ponto de concentração de artistas e intelectuais que se reuniam em sarais que varavam as madrugadas. Dentre todos, a referência ilustre é para a casa de Cândido Portinari, premiado pintor brasileiro reconhecido internacionalmente e que tem uma de suas obras - Guerra e Paz - instalada na sede da Organização das Nações Unidas - ONU, em Nova York. O casarão em estilo neoclássico está fechado há muitos anos e se mantém de pé, embora em precário estado de conservação. Uma lástima para a memória e a história brasileira.

Residência de Cândido Portinari

Veja estas e outras imagens no álbum Gastando Sola pelo Cosme Velho em nossa página no Facebook.

E por falar em memória é bom lembrar da Bica da Rainha, um recanto bem preservado que tem origem no início do século XIX e é fonte de muitas estórias que o povo conta. Oficialmente a bica foi construída para canalizar as águas ferrosas de uma fonte a qual se atribuíam propriedades terapêuticas. Nela vinham beber D. Carlota Joaquina, esposa de D. João VI, acompanhada por D. Maria, a Louca, e seu séquito de damas da Corte.

Hoje seca, a bica é fonte de estórias que o povo conta

D. Maria era conhecida como A Louca não por acaso e, contam, acompanhava a Nora sem ter muita noção do quê estava se passando. Ao chegar à fonte costumava dizer coisas do tipo:

- Porque andar tanto para beber se tem água no Palácio?

E, também dizem, que expressão popular Maria vai com as outras tem origem justamente nestas visitas à fonte, quando D. Maria ia junto sem saber bem o porquê!

O Boticário

Como muitos já devem ter percebido, a terceira e última parte do tour diz respeito ao Largo do Boticário, outro recanto da história brasileira condenado ao abandono. Em dezembro de 2013 o Gastando Sola esteve por lá e fez uma matéria falando sobre isso (clique aqui para ver). Infelizmente de lá para cá o tempo só fez aumentar os sinais de deterioração.

Detalhe de um dos casarões

O boticário ao qual se refere o nome do largo diz respeito à Joaquim Luís da Silva Souto, fornecedor da Casa Real, que ali mandou construir sua residência por volta de 1831. Após ser um ponto de encontro da intelectualidade carioca, o local entrou em decadência e hoje seus casarões encontram-se em petição de miséria.

Mas nem tudo são más notícias. Nesta última etapa do roteiro estão dois pontos turísticos que valem a pena conhecer: O terminal do Trem do Corcovado e o Museu Internacional de Arte Naif - MIAN.

O MIAN é um museu privado, fruto da obra de Lucien Finkelstein que reuniu um acervo com mais de 6.000 obras representativa desta forma de expressão artística. O termo naif pode ser traduzido como ingênuo e designa uma forma de pintura na qual a representação da realidade se dá de forma livre pelo artista. Noções de perspectiva e proporção, por exemplo, são intencionalmente ignoradas para gerar um efeito de espontaneidade. O prédio foi inteiramente reformado e conta com um bistrô com mesas ao ar livre.

Referências


WIKIPÉDIA. Cosme Velho. Disponível em https://pt.wikipedia.org/wiki/Cosme_Velho. Acessado em 12 set. 2016.


Promoção de Aniversário!!

Venha gastar sola conosco!!
Em setembro o Gastando Sola Mundo Afora completa 03 anos de existência. E para comemorar no melhor estilo dos gastadores de sola fechamos uma parceria com a Agência Mila Turismo  - que é especialista em montar roteiros sensacionais - para realizar um tour no Morro de Santa Teresa, o bairro mais charmoso do Rio de Janeiro. Será uma caminhada entre amigos a ser efetuada no próximo dia 08 de outubro, onde os presentes irão desfrutar dos atrativos de Santa e participar do sorteio de diversos brindes úteis e divertidos.

A participação é gratuita, mas limitada a 20 vagas. Por isso estamos promovendo um sorteio entre os interessados e a condição para participar é curtir nossa página no Facebook. Para se inscrever no sorteio, clique aqui.


Venha Gastar Sola em Santa Teresa!
Quando: dia 08 de outubro
Onde: o ponto de encontro será na Sala Cecília Meirelles, no Centro do Rio
Horário: inicia às 10:00