sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Especial Dia da Tomada de Monte Castelo


No dia 21 de fevereiro de 1945 a Força Expedicionária Brasileira - FEB realizou seu maior feito em solo italiano durante a Segunda Guerra Mundial ao participar decisivamente da batalha de Monte Castelo. O objetivo das tropas aliadas era neutralizar as posições de artilharia alemãs que, graças a sua posição privilegiada, dificultavam o avanço para Bolonha e a Região do Pó. As operações tiveram início em novembro e, após três tentativas, as tropas brasileiras cumpriram com sua missão.


Pracinhas representam Marinha, Exército e Aeronáutica.

Monumento está localizado no Aterro do Flamengo.

O Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, mais conhecido como Monumento aos Pracinhas, foi idealizado pelo Marechal Mascarenhas de Moraes, Comandante da FEB, como forma de manter viva a memória daqueles que perderam suas vidas no cumprimento do dever. Nele repousam os restos mortais de 462 militares mortos em combate, sendo que uma das urnas de mortos não identificados passou a simbolizar o Soldado Desconhecido. No local há também uma exposição permanente com material militar utilizado pelos combatentes no teatro de operações europeu.

A guarda do local é feita de forma compartilhada pelas três armas que se alternam e mensalmente realizam a solenidade conhecida como Rendição Mensal da Guarda.



Placa da Associação dos Ex-Combatentes - Rio de Janeiro.

No Rio de Janeiro, a Associação dos Ex-Combatentes do Brasil tem sua sede na Rua do Lavradio e a visitação é aberta ao público. Nela é possível conhecer um pouco da história da FEB e participar de atividades como cursos e palestras promovidos regularmente.


Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial

Endereço: Av. Infante D. Henrique, 75, Glória, Rio de Janeiro - RJ
Visitação: terça a domingo das 09h00 às 17h00 com estacionamento e bicicletário gratuitos
Entrada franca