segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Pedra do Sal - Rio de Janeiro - RJ



Escadarias da Pedra do Sal

Reza a história que o sal vindo da europa chegava a cidade num cais próximo da Pedra do Sal, dai o nome pelo qual este ponto ficou conhecido. Pelos degraus esculpidos na rocha, as sacas eram transportadas morro acima para serem comercializadas. Posteriormente, o comércio de sal foi trocado pelo de escravos e o porto tornou-se o destino dos negros trazidos da África.


Degraus esculpidos na rocha permitem o acesso ao Morro da Conceição

É difícil imaginar que um dia o mar tenha chegado até aqui, mas as escavações realizadas na região portuária apenas confirmam que boa parte da história do Rio foi coberta pelos sucessivos aterros que ampliaram a zona central em nome da expansão urbana e do progresso.


Largo João da Baiana, reduto do samba carioca

O acesso à Pedra do Sal se dá via Largo da Prainha 

Em 1984 a Pedra do Sal foi tombada como patrimônio cultural do estado e é considerada o núcleo da região conhecida como Pequena África, região esta que reúne a Zona Portuária, a Gamboa e a Saúde. Além de ser um importante reduto da cultura afro, o local tem um significado todo especial para os amantes do samba, pois aqui se reuniam músicos como Donga, João da Baiana, Pixinguinha e Heitor dos Prazeres. Por esta razão, é considerado o berço do samba carioca.