quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Luz, câmera, canção - Rio de Janeiro - RJ

O Rio de Janeiro é um pólo cultural e reduto de artistas oriundos de todo país - e de fora também, principalmente nesta época do ano. Por isso, não causa espanto cruzar com celebridades na praça, ter um anônimo se apresentando em cada esquina ou ver o trânsito interrompido para locação de alguma produção audiovisual.

Só que desta vez a situação era realmente curiosa. Uma equipe de filmagem se aglomerava na rua, atrás de um caminhão de mudanças. De início parecia que o caminhão serviria para o transporte dos equipamentos, mas os mesmos estavam ligados e a movimentação era intensa. Outra hipótese seria um fato jornalístico, talvez um sequestro relâmpago mal-sucedido ou o resultado de algum crime passional descoberto em meio aos móveis de algum carreto!


No Rio qualquer lugar é lugar para uma locação.
Mas ai uma trilha sonora encheu o ar com o toque da sanfona e da zabumba. O baú agora era um palco e no seu interior brilhavam os refletores e os músicos convertidos em estrelas do momento. Cena de filme, parte de algum documentário ou peça publicitária, quem sabe? O certo é que a filmagem seguiu seu rumo enquanto os frequentadores da praça olhavam de longe, curiosos com a movimentação dos técnicos e dos artistas.

O artista tem que ir aonde o povo está!
A verdade é que o carioca está acostumado com locações de rua e trios elétricos, com os músicos em cima do caminhão. Mas Forró Pé de Serra dentro do caminhão é coisa rara por aqui.

Forró no caminhão animou o final de tarde carioca.